sábado, novembro 28, 2009

Eu...

'Gosto do que me tira o fôlego. Venero o improvável. Almejo o quase impossível. Meu coração é livre, mesmo amando tanto tudo. Tenho um ritmo que me complica. Uma vontade que não passa. Não sou fácil. Mudo de humor conforme a lua. Me desinteresso à toa. Tenho o desassossego dentro da bolsa. E um par de asas que nunca deixo. Às vezes, quando é tarde da noite, eu viajo. E - sem saber - busco respostas que não encontro aqui. Ontem, eu perdi um sonho. E acordei chorando, logo eu que adoro sorrir… Mas não tem nada, não. Bonito mesmo é essa coisa da vida: um dia, quando menos se espera, a gente se supera. E chega mais perto de ser quem - na verdade - a gente é.''

Ps: Tenho quase certeza que já postei isso.

terça-feira, novembro 24, 2009

Esperança em mim.

— Bom, feliz ainda não… mas tenho assim… aquela coisa… como era mesmo o nome?
Aquela coisa antiga… que fazia a gente esperar que tudo desse certo, sabe qual?
— Esperança? Não me diga que você está com esperança!
— Estou, estou.

Caio Fernando Abreu

Só quero ganhar.

Não espero nenhum olhar, não espero nenhum gesto, não espero nenhuma cantiga de ninar. Por isso estou vivo. Pela minha absoluta desesperança, meu coração bate ainda mais forte. Quando não se tem mais nada a perder, só se tem a ganhar.


 Caio Fernando Abreu

segunda-feira, novembro 23, 2009

Sempre Closer.



Alice: You’re a piece of shit.
Dan: Deception is brutal. I’m not pretending otherwise.
Alice: How? How does it work? How do you do this to someone?
(...)
Alice: Oh, as if you had no choice? There’s a moment, there’s always a moment, “I can do this, I can give in to this, or I can resist it.” And I don’t know when your moment was, but I bet you there was one.

Ok ok ok...

Por fim, pare de pensar. É o melhor conselho que um amigo pode dar a outro: pare de fazer fantasias, sentir-se perseguido, neurotizar relações, comprar briga por besteira, maximizar pequenas chatices, estender discussões, buscar no passado justificativas para ser do jeito que é, fazendo a linha sou rebelde porque o mundo quis assim.


Abrão Slavutsky

domingo, novembro 22, 2009

Estrelinha na mão,

Só assim pra não esquecer.

quinta-feira, novembro 19, 2009

Onde estou?

'Que venha, se é para vir… Pois havia momentos em que não se podia nem pensar nem sentir. E quando não se consegue nem pensar nem sentir – onde se está?'

terça-feira, novembro 17, 2009

O amor é importante.


                              Só pra alguns. E isso é uma pena.

Vem tempo!

Eu aqui, sentada, sentindo assim tão absurdamente tudo. Eu só quero descansar. Eu só quero que passe a dor na nuca, na boca do estômago, nos ombros. A dor de olhar tudo com tanta clareza como eu olho. Sabendo tudo de uma maneira tão grande que me curvo e tenho medo de não agüentar.

Tati Bernardi

E vento seca, amor enxuga.

Vai entender..

Fico tão confusa pela quantidade de coisas que tenho de considerar que não sei se choro, ou se rio, depende do meu humor. Depois durmo com a sensação estranha de que quero ser diferente do que sou, ou de que sou diferente do que quero ser, ou talvez de me comportar diferente do que sou ou do que quero ser.


O Diário de Anne Frank

sexta-feira, novembro 13, 2009

Dos passados distantes, bem distantes.

Sometimes hate is not enough to turn this all to ashes.

Marilyn Manson

quarta-feira, novembro 11, 2009

Comentem alguma coisa aqui, são 'tantos' leitores. Sei lá, xinguem...
Hahaha

terça-feira, novembro 10, 2009

Na Volta Que O Mundo Dá

Agora aprendi por que o mundo dá volta
Quanto mais a gente se solta
Mais fica no mesmo lugar



Vicente Barreto & Paulo César Pinheiro 

Ah.

segunda-feira, novembro 09, 2009

Neste momento.

Eu sou essa gente que se dói inteira porque não vive só na superfície das coisas.
 
Marla de Queiroz

Sinto.

Pelo menos sorria, procure sentir amor. Imagine. Invente. Sonhe. Voe.

C. F.

Violentando o mistério.

Dos momentos.


    Eu e a Barbára só na brincadeira.

domingo, novembro 08, 2009

Essa vontade de ser honesto mesmo à custa de ser cruel.

Rafael Moneo

Half Of My Heart

Oh, half of my heart's got a grip on the situation
Half of my heart takes time
Half of my heart's got the right mind to tell you that
I can`t keep loving you
Oh, half of my heart

 John Mayer

Tempestade de almas.

A loucura é vizinha da mais cruel sensatez. Engulo a loucura porque ela me alucina calmamente. O anel que tu me deste era de vidro e se quebrou e o amor não acabou, mas em lugar dele, o ódio dos que amam. A cadeira me é um objeto. Inútil enquanto a olho. Diga-me por favor que horas são para eu saber que estou vivendo nesta hora. A criatividade é desencadeada por um germe e eu não tenho hoje esse germe mas tenho incipiente a loucura que em si mesma é criação válida. Nada mais tenho a ver com a validez das coisas. Estou liberta ou perdida.

Clarice Lispector

sábado, novembro 07, 2009

O destino quis assim.

E se eu mudasse meu destino num passe de mágica? (…) Estranho, mas é sempre como se houvesse por trás do livre-arbítrio um roteiro fixo, pré-determinado, que não pode ser violado.

Caio F.

Hum..


sexta-feira, novembro 06, 2009

Who?

quarta-feira, novembro 04, 2009

Quero ver, quero ver!

Só vou ser feliz se for por amor.

Terapia Colorida - Aerocirco

segunda-feira, novembro 02, 2009

Vai saber...

- Como é que a gente sabe que perdeu algo ou alguém importante e raro?
- Sei lá. Como é que a gente sabe que encontrou?

 
Guilherme Santana